Ciber Addiction (3)

E quando nos pedem algo muito simples, que teoricamente demoraria 5 minutos na vida real, a obter resposta (sim ou não) mas que agora com a Internet, quase perdemos um dia a dizer não?
Lembro-me por exemplo, de pedirem códigos da TV Cabo antes 5 minutos de um jogo importante. Uma pessoa a pesquisar os códigos acaba por nem ver o jogo e ainda perde a noite inteira a pesquisar, e por vezes a resposta continua a ser NÃO!
 
Ou seja, qual é o objectivo? Ver o jogo, ou arranjar os códigos?

Ciber Addiction (2)

Já vos aconteceu partir alguma coisa de forma estúpida, ao ponto de pensarem em executar o comando CONTROL-Z, para voltar atrás…sei lá…deixar cair um copo, ou até dizer alguma coisa que não queriam ter dito….
Mais ainda, nunca vos aconteceu perder algum documento importante, ou o BI e desejarem poder efectuar um restauro de sistema à vossa vida para voltar atrás e reaver esse documento?
Já vi isso acontecer, mais um fenómeno de ciber addiction.
Neste panorama, é normal que um dia façamos uma visita ao médico, mas não para tratar das nossas lesões, (porque não saindo de casa, a menos perigos estamos sujeitos), mas sim para tratar das lesões do computador, uma queimadura em 1º grau da memória RAM, perda de memória, problemas de coração ou fonte de alimentação. Sendo assim, podemos presumir que, ou os técnicos informáticos são os novos "médicos" do séc. XXI, ou o curso de Medicina terá necessariamente de ser reestruturado.

Apresentação

Este espaço destina-se a homo digitalis, qualquer indivíduo que possua a doença “cyber addiction” e procure motivos para sair dela. Seja benvindo, se cá está, você tem essa doença, e nós ajudaremos a sair dela….ou não.
Como saber se tem “cyber addiction”?
R: No fim de ler este post, e sair do site, significa que tem “cyber addiction” e ficou afectado ao ponto de sair imediatamente daqui.