5 dicas úteis de SEO para iniciantes

Para os que estão a iniciar a aprendizagem de SEO, deixamos-vos hoje 5 dicas úteis para os “primeiros passos”.

1. Que keywords devo utilizar?

Inicialmente, as keywords utilizadas eram “simples” e na grande maioria constituídas apenas por uma palavra, como por exemplo “Assistência, computadores, portáteis”. Contudo, com o passar do tempo e devido aos milhões de websites existentes actualmente, as keywords atrás descritas deixaram de ter a mesma relevância.

Actualmente recomenda-se que utilize Long Tail Keywords, que na tradução literal para Português significa “palavras-chave de cauda longa”. O objectivo é que as keywords utilizadas sejam mais adaptadas ao seu website e objectivo. Um exemplo de uma Long Tail Keyword seria “Assitência de computadores no Porto”.

Outro aspecto a ter em consideração nas keywords é a utilização das mesmas no próprio texto. Contudo, a utilização deve ter uma densidade entre 3 a 5% do total do texto.

A Google disponibiliza uma ferramenta denominada KeywordPlanner para que consiga escolher keywords mais aproximadas do pretendido, onde pode fazer uma análise com a “concorrência” do seu website.

 

2. Anchor Text

A correcta utilização do Anchor Text é extremamente importante no SEO. O Anchor Text não é nada mais do que o texto que fica dentro de um link. Para quem tem alguns conhecimentos de HTML, o link é constituído pelo código: < a href=”http://www.linkdedestino.pt”>Ver< /a>.

O Anchor Text no caso exemplificado é a palavra “Ver”.

Os motores de pesquisa dão bastante importância ao Anchor Text, pois também “ajudam” a melhorar o page rank da página que receberá o utilizador oriundo do link.

Em 2012 a Google começou a penalizar os websites com backlinks “fracos”, sendo que na grande maioria os backlinks são “gerados” através do Anchor Text.

Exemplo:

Não deve utilizar o tão famoso “clique aqui” para download ou acessos a páginas através de links. Aliás, devido ao facto de as palavras “clique aqui” serem tão utilizadas para downlods de pdf’s (por exemplo), a título de curiosidade, se pesquisar no Google por “Clique aqui”, irá surgir em primeiro lugar a página da Adobe (Acrobat Reader).

Sugerimos a utilização de um Anchor Text mais específico, tal como:

Visualizar < a href=””>orçamento rectificativo 2015< /a>.

 

3. URL amigável

Os URLs do seu website devem ser o mais “amigáveis” possíveis, isto é, devem conter palavras/frases sugestivas sobre o conteúdo da página que estão a aceder através daquele URL.

Exemplos:

URL não amigável:
http://www.oseuwebsite.pt/artigo.php?id=1

URL amigável
http://www.oseuwebsite.pt/seo/como-optimizar-o-seu-website-para-seo

E como podem criar URLs amigáveis?

Caso utilizem o WordPress, basta activar a opção em “Ligações permanentes”. Para os outros casos, podem por exemplo utilizar o ficheiro htaccess para “gerar URLs amigáveis”. Neste caso, são necessários alguns conhecimentos de programação.

 

4. Imagens

Sempre que necessitarem de colocar uma imagem no website, aconselhámos que o nome da imagem seja o mais aproximado do nome do artigo ou do assunto a que está relacionada.

O uso de imagens com o nome “imagem01.jpg” a nível de SEO não é relevante, contudo, se o nome da imagem for “5-dicas-uteis-sobre-seo.jpg “, facilmente conseguem perceber que haverá uma melhor probabilidade de indexação dessa imagem e até da própria página ao motor de pesquisa.

Uma outra dica sobre as imagens, é utilizar sempre o atributo “alt” no código HTML da imagem. O atributo “alt” é bastante útil para os casos em que por algum motivo não é possível mostrar a imagem, logo o website substitui a imagem pelo texto que está no atributo alt.

Exemplo:
< img src=”5-dicas-uteis-sobre-seo.jpg” alt=”5 dicas úteis sobre SEO” title=”5 dicas úteis sobre SEO” />

 

5. Tempo de carregamento do website

Tal como nós, a Google “gosta” de websites “rápidos”, em que tanto o carregamento da homepage como das restantes páginas seja quase instantâneo.

Existem inúmeros factores que podem influenciar o carregamento de um website, sendo os principais a qualidade do alojamento em que o website se encontra alojado, da quantidade de imagens e dos ficheiros (CSS / JS) carregados.

E como podem saber o que está a causar lentidão no carregamento do website?

Uma das melhores ferramentas para efectuar essa análise é o GT Metrix.

Neste website, basta colocar a URL do website e ele indicará:

  • Tempo total de carregamento do website
  • Tamanho da página inserida no URL
  • Total de “pedidos” javascript, imagens, etc.
  • Outras Informações

Além destas informações, será apresentada uma lista de recomendações de melhorias.

Existe também um separador bastante interessante (Timeline), onde é possível visualizar o tempo de carregamento de cada pedido.

Estas são apenas 5 dicas (muito resumidas) de milhares de optimizações possíveis realizáveis através de SEO.

Fonte: 5 dicas úteis de SEO para iniciantes

Introduction to SEO

SEO (Search Engine Optimization) ou Optimização para Motores de pesquisa é um conjunto de estratégias e técnicas com o objectivo de potenciar e melhorar o posicionamento (organicamente) de um website nos resultados dos motores de pesquisa. Por organicamente queremos dizer que o mesmo é desenvolvido sem recurso aos anúncios pagos.

Quem desenvolve websites ou simplesmente tem um website próprio, sabe que o posicionamento do website nos resultados de um motor de pesquisa é algo fundamental para o sucesso do mesmo.

Para que isso seja possível existem várias técnicas e estratégias, sendo as duas principais o SEO (Search Engine Optimization) e SEA (Search Engine Advertising).

O objectivo deste e dos próximos artigos sobre SEO é “ensinar” estratégias e métodos para implementarem no vosso website ou simplesmente ficarem a saber como o SEO funciona.

A utilização de estratégias / técnicas SEO tem os seus prós e contras, dos quais destacamos:

Prós

  • Investimento reduzido
  • Credível
  • Escalável
  • Maior ROI (retorno de investimento) a longo prazo
  • Sustentável
  • Relevante

Contras

  • Mais difícil e trabalhoso.

Apesar de termos enumerado apenas um “contra”, este é sem dúvida o ponto fulcral do SEO.

A vantagem do SEO é o facto de não ter custos directos para o proprietário ou programador do website,por custos directos refiro-me à necessidade de compra de palavras chave / keywords (anúncios adwords).

SEO vs SEA***

*** O posicionamento do website nos resultados de uma pesquisa através do SEA “obriga” a ter sempre o anúncio activo e saldo positivo na conta adwords.

Contudo e ao contrário do SEA (anúncios adwords), carece de muito mais trabalho na fase inicial e acompanhamento posterior, pois é necessário:

    • Desenvolver e executar uma estratégia
    • Utilizar keywords certas
    • Criar conteúdo original de qualidade
    • Links Internos e externos funcionais e relevantes
    • Questões técnicas sobretudo a nível de programação

Tendo em consideração que se pretende ter o website no topo das pesquisas durante um longo periodo de tempo, o facto de a estratégia SEO não ter custos (adwords) é uma vantagem avassaladora.

No próximo artigo iremos abordar as “Keywords”, que é um dos maiores pilares numa estratégia SEO.

Nota: Algumas das informações presentes neste e nos próximos artigos sobre SEO são da autoria de Vasco Marques.

Fonte: SEO – Sabe o que é? – Parte 1 – Pplware