Comprar no Android Market

Compras disponíveis no Android Market: saiba como comprar!

Criado por Hugo Cura em 6 de Outubro de 2010 | 37 comentários

Tal como o Pedro Pinto referiu aqui há uns dias, a possibilidade de comprar aplicações no Android Market estava confirmada e agendada para Portugal, a decorrer num prazo de 2 semanas.

Afinal foi em muito menos tempo que isso e já é possível fazê-lo!

Mas como funciona a compra? Como se paga? E se a aplicação não funcionar ou não for 100% compatível, é possível a devolução?

Não são muitas as aplicações pagas que têm feedback dos utilizadores, o que pode colocar um comprador “de pé atrás” na altura de a adquirir. Por esse motivo, existe a política de devolução de aplicações do Android Market que permite ao utilizador testar e usufruir de livre vontade, durante um período de 24 horas. Caso não goste, basta desinstalar e devolver. O valor será reembolsado.

Como se processa?

O processo inicial é idêntico ao da instalação de uma aplicação gratuita, mas agora a opção é “Comprar”. Fiz uma simples pesquisa pela aplicação que pretendia.

O comprador é depois direccionado para o “Google checkout” onde é escolhido o método de pagamento. O único método é por cartão de crédito. Seria bem mais interessante poder usar o PayPal mas, ao que apurei, o processo encontra-se em negociação.

Assim que o método de pagamento é seleccionado, aparecem os campos para preenchimento da informação relativa ao cartão de crédito. É obrigatório preencher todos os campos, incluindo a informação para facturação.

Note-se que toda a informação do cartão de crédito fica memorizada, facilitando assim o processo numa próxima compra.

Após isso basta aceitar os termos de utilização e confirmar a compra. Daí a momentos chegará um email a confirmar a compra com toda a informação e detalhes.

Depois de todo este processo, o estado da transferência da aplicação que comprei encontra-se, como se pode ver abaixo, em “A autorizar compra…”.

Esperei, esperei, esperei… e nada. Assim se manteve até ao final da escrita deste artigo (que tive de alterar). Não era possível fazer nada àquela transferência, nem cancelar, mesmo que reiniciasse o Android. Contactei o vendedor e não me deu resposta.

Pelo que se pode ler na imagem direita acima, “AymonSoft é responsável pela cobrança e pelo envio da sua encomenda”, portanto, provavelmente a venda teve de ser aceite manualmente pela empresa. Este tipo de problema já anda a ser reportado há mais de um ano e pode ser visto, por exemplo, no fórum do Android Market. Deve ser um tipo de política adoptado por algumas empresas que vendem no Market. Portanto, é de esperar que este problema reincida.

Passadas cerca de 3 horas, a aplicação é finalmente transferida. Como o objectivo é também conhecer e fazer uma devolução (e como a aplicação até é inútil), vai-se seguir o processo de devolução, apenas com um toque, tal como se desinstala uma aplicação!

Daí a momentos chega outro email a informar que a encomenda foi cancelada com sucesso.

Note-se que, tal como está referido na política de devolução de aplicações do Android Market, o prazo de devolução é de 24 horas, ou seja, a cobrança só é feita após esse período. Uma aplicação só pode ser devolvida apenas uma vez, embora possa ser adquirida posteriormente.