Linux: Como aumentar a velocidade de acesso à Internet?

Infelizmente no mundo da tecnologia/comunicações não existem “milagres”! Quando se fala em acesso à Internet tudo depende da velocidade contratada ao operador e como sabemos essa largura de banda é normalmente partilhada por outros utilizadores.

No entanto é sempre possível fazer algumas afinações no sistema de modo a garantir a velocidade mais rápida possível. Para quem usa Linux, aqui ficam algumas dicas.

Alteração do DNS

Um dos serviços mais importantes em qualquer rede é o DNS (Domain Name System)). Este serviço é responsável pela tradução de nomes, em endereços de IP e vice-versa e funciona à base de pedidos e respostas, isto é, uma máquina faz um pedido para saber o IP associado a um determinado nome e o serviço envia-lhe essa informação.

Quanto mais rápido for essa resposta mais rápida será a ligação da nossa máquina ao servidor (ex. servidor web) que pretendemos aceder. Um dos serviços de DNS mundiais mais rápidos actualmente é o da Google com os endereços 8.8.8.8 e 8.8.4.4 (isto para IPv4) e 2001:4860:4860::8888 (para IPv6).

DNS_00

Alteração do MTU

MTU é a abreviatura para Maximum Transmission Unit. O MTU é basicamente o parâmetro que determina o tamanho máximo dos pacotes (por exemplo, se vão enviar um filme de 800 MB pela rede, esse conteúdo tem de ter “partido” em pedaços mais pequenos (fragmentação) para que seja recebido pelo destinatário).

Se o valor do MTU é pequeno isso traduz-se num maior número de pacotes criados o que significa a ocupação do canal de transmissão por mais tempo.  Mas afinal qual o melhor MTU?

Podemos fazer testes e verificar qual a melhor valor para nossa ligação. Para isso podem recorrer à popular ferramenta ping e começar com um MTU de 1472 (o standard para Ethernet é 1500 bytes) e depois incrementar /decrementar 10 até encontrarem qual o melhor valor.

mtu_00

Depois de encontrarem o melhor valor basta ir ao ficheiro /etc/network/interfaces e acrescentar a linha “mtu 1472” (indicando qual o vosso melhor valor encontrado.

mtu_01

Browser

Ao nível do browser é também possível fazer algumas afinações. Tanto o Firefox com Chrome/Chromium permitem activar um tipo de “fast caching” que pode aumentar a velocidade dos nossos acessos regulares. Para activar tal funcionalidade (no chrome) basta escrever o endreço

cache

Fonte: Linux: Como aumentar a velocidade de acesso à Internet? – Pplware

PHP é à quinta-feira – Endereço IPv4 ou IPv6?

PHP é à quinta-feira – Endereço IPv4 ou IPv6?

Criado por Pedro Pinto em 17 de Março de 2011 | 11 comentários

De volta à rubrica “PHP é à quinta-feira“, esperamos que os utilizadores contribuam com sugestões e estamos abertos para receber os vossos artigos , para posteriormente publicação, sobre esta super linguagem de scripting “server-side”.

Pois bem, ontem em conversa com um amigo ele questionava-me como colocar no seu site, a indicação se o cliente estava aceder via IPv4 ou IPv6. Vamos ver como fazer um pequeno script php para esta questão.

php_00

Como já referimos em vários artigos, o IPv6 é a nova versão do protocolo IP, e foi desenvolvido para suceder à actual versão (o IPv4). O que motivou o desenvolvimento desta nova versão foi a aproximação da exaustão do espaço de endereçamento e a necessidade de resolver algumas das limitações do IPv4, nomeadamente no que toca a segurança e mobilidade, e simplificar algumas das funcionalidades do protocolo IPv4.

Exemplo de um endereço IPv4 e IPv6

Endereço IPv4: 192.168.10.1

Endereço IPv6: 2000:490:23d0:6700:f82d:b871:ecb8:fbce

Como podemos ver, um endereço IPv6 tem uma representação hexadecimal de blocos de 16 bits, separados por dois pontos ‘:’, por exemplo:

x:x:x:x:x:x:x:x onde os “x” são números hexadecimais

Script em PHP para indicar se o cliente está aceder ao site com um endereço IPv4 ou IPv6.

Considerando que pretendemos apenas saber se o cliente está a aceder via IPv4 ou IPv6, basta apenas verificar o endereço IP do cliente é separado por ponto ‘.’ (IPv4) ou por ‘:’ (IPv6). Coisa simples não é?

ipv4_ipv6

Para a produção do script precisamos de 2 funções essenciais:

  • $_SERVER[‘REMOTE_ADDR’]; – que me permite obter o endereço do cliente
  • strstr – Encontra a primeira ocorrência de uma string (neste caso os dois pontos ‘:’

Script completo

<?php
 $ip=$_SERVER['REMOTE_ADDR'];
 if (strstr($ip, ":")) {
 echo "O seu endereço IPv6 é o: $ip";
 } else {
 echo "O seu endereço IPv4 é o: $ip";
 }   ?>

O script é relativamente simples e pode servir de base para serviços/páginas engraçadas. Lembram-se daqueles sites em que existia uma tartaruga que dançava quando o utilizador tinha um IPv6 (ver aqui)? Ou o bebé que chorava quando o IP do cliente ainda era IPv4? Através do script disponibilizado é simples fazer páginas desse tipo. Basta apenas incluir por exemplo um gif (ex. tartaruga parada) se o  cliente tiver um endereço IPv4 ou um gif animado se o cliente tiver um endereço IPv6.

Ficamos à espera que nos mostrem as vossas ideia :) . Boas programações! Alguém quer ajudar nesta rubrica?

Artigos relacionados

Download: script_ipv4_v6