PHP é a Quinta-Feira – Introdução ao JavaScript

PHP é a Quinta-Feira – Introdução ao JavaScript

Criado por Pedro Pinto em 26 de Maio de 2011 | 21 comentários

Por Pedro Peixoto para o PPLWARE

Como já vimos nos artigos anteriores, o PHP é uma linguagem server side, isto significa que é processado do lado do servidor, sendo que o utilizador que está a fazer o pedido ao servidor recebe uma página HTML já processada. Assim, e visto que à partida o servidor é controlado, apenas pessoas autorizadas acedem a todo o código PHP, ligações a bases de dados, sistemas de encriptação, o que o torna uma linguagem segura. No entanto, isto leva a perda de interactividade e flexibilidade, pois cada vez que é necessário executar código tem de se fazer um novo pedido ao servidor, e num ambiente WEB, os sistemas baseados em PHP perdiam muito em relação a tecnologias WEB como o Flash e o JAVA. Este problema foi soberbamente ultrapassado, recorrendo a uma linguagem de programação, que embora estivesse já solidamente integrada nos Browsers, não via aproveitados todos os seus atributos, falamos do JAVASCRIPT.

php_java

A partir de hoje vamos introduzir o Javascript nos nossos artigos, isto porque o PHP e esta linguagem andam sempre de mão dada. As duas acabam por se completar, o PHP pode processar rapidamente informação do lado do servidor, gerindo bases de dados, sessões, e conteúdos dinâmicos. O Javascript consegue oferecer a interactividade que é necessária na visualização de conteúdos WEB, pois é processado pelo browser do utilizador. Além disto, é uma linguagem orientada a eventos o que possibilita associar determinado código a uma determinada acção do cliente.

Para melhorar a associação PHP<->Javascript contribuiu muito o AJAX, mas este é um tema para um outro artigo que também terá espaço neste rúbrica.

Ultimamente os motores Javascript utilizados pelos Browsers têm tido desenvolvimentos consideráveis diminuindo o tempo e recursos de processamento, o que permitiu que o Javascript tivesse ganho a importância merecida.

Agora, com o surgimento do HTML5, põe-se em causa qual o rumo que o Javascript vai seguir, é certo que muitas das coisas que antes eram feitas com JS podem agora ser feitas directamente no HTML5, no entanto, o facto desta nova versão abrir as portas a novas funcionalidades, principalmente multimédia, acabam por dar uma importância acrescida ao Javascript.

Antes de terminar, não posso deixar de referir o jQuery, que será também abordado nos nossos artigos. O jQuery é uma biblioteca Javascript que facilita em muito a programação, uma vez que além de permitir realizar a maior parte das acções necessárias de forma simples, funciona em todos os browsers, e os plugins existentes oferecem uma variedade imensa de funcionalidades.

Em conclusão, e na minha opinião pessoal, o Javascript é uma linguagem com uma posição solidificada e com os seus propósitos bem definidos, está de boa saúde, em constante melhoria (processamento dos browsers), e com um futuro risonho à sua frente.

Na próxima semana iremos, então, ver na prática o bom funcionamento destas duas linguagens juntas. Mas como já percebi que vocês gostam de participar e complementar os artigos, deixo já alguns desafios básicos, para adiantar o próximo artigo.

  • Como se incorpora Javascript numa página HTML?
  • Como mostrar uma msgbox com informação ao utilizador?
  • Como redireccionar um utilizador através de Javascript?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s