Comandos Linux para Totós – Tutorial nº9

Comandos Linux para Totós – Tutorial nº9

Criado por Pedro Pinto em 25 de Agosto de 2011 | 18 comentários

Estrutura de Directórios

Ora vivam !!! Cá estamos nós para mais uma rubrica “Comandos Linux para Totós”. Hoje vamos falar sobre a estrutura geral de directórios de um sistema Linux. A estrutura de directórios varia de distribuição para distribuição, no entanto vamos referenciar os directórios mais importantes.

linux_totos

A estrutura de directórios de um sistema Linux apresenta um formato de árvore, onde a raiz (/) tem o nome de root.

system_00

Outros directórios que fazem parte da estrutura de ficheiros

  • / – Raíz do sistema;
  • /bin – Contem um conjunto de programas que são usados durante o arranque do sistema ou para a reparação do sistema (binários para todos os utilizadores) ;
  • /boot – Ficheiros de boot (inicialização; boot‐loader; Grub); kernel do Linux.
  • /dev -Dispositivos (devices) de entrada/saída: floppy, hardisk, cdrom, modem
  • /etc – Ficheiros de configuração, scripts de inicialização, etc
  • /sbin – Contem os principais programas para administrar e reparar o SO (binários para administrador do sistema);
  • /home – Directorias de trabalho locais dos utilizadores;
  • /lib – Bibliotecas necessárias para que o sistema e programas possam funcionar correctamente;
  • /mnt – Directório de montagem de unidades de disco amovíveis (disquetes,
    CD_ROM, Disco Magnéticos, discos USB,etc;
  • /opt – Para instalação de programas não oficiais da distribuição
  • /proc – Contém ficheiros virtuais que representam o estado actual dos processos
    em execução e informação sobre o estado de muitos componentes do SO
  • /tmp – Ficheiros temporários gerados pelos programas
  • /usr– Contém mais subdirectórios com programas, bibliotecas, utilitários, etc
    • /usr/local – Para instalação de programas não oficiais da distribuição
    • /usr/bin – A maior parte dos comandos destinados aos utilizadores
    • /usr/src – O código fonte do sistema operativo, para quem pretender modificar
    • /usr/lib – Bibliotecas (libraries) relacionadas com a programação e os packages
  • /var – Directório usado por vários serviços (ex. correio electrónico,
    ficheiros em fila de espera para impressão, WebServer, locks para impedir que vários utilizadores usem em simultâneo o mesmo periférico, logs);
  • /var/spool – Área onde são guardadas as filas de espera das impressoras e do correio electrónico;
  • /var/lock – Área onde é registada a utilização de vários serviços e periféricos
  • /var/run – Inclui vários ficheiros com a identificação de vários processos responsáveis pelos serviços em execução
  • /var/log – Vários ficheiros com o registo de praticamente todos os eventos que
    acontecem no sistema (útil para efeitos de segurança e administração);

Dica: Para quem pretender obter detalhadamente uma descrição da estrutura hierárquica do sistema, pode usar o comando man hier

man_00

Para quem não está habituado à estrutura de ficheiros do Linux, no início parece um pouco confuso saber onde está o quê e em que directório colocar/trabalhar com determinados ficheiros. É tudo uma questão de habituação (tal como aconteceu com outros sistemas).

Artigos relacionados

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s