Dica: Como ativar e usar a nova Sandbox do Windows 10 e ter mais segurança

Ao longo dos últimos meses a Microsoft esteve a desenvolver a mais recente atualização do Windows 10. São muitas as novas opções e as novidades que temos para usar.

Uma delas vem trazer uma nova camada de segurança ao Windows 10, através de uma simples Sandbox, que isola os potenciais problemas. Agora vamos aprender como podem ativar e usar a nova Sandbox do Windows 10.

Esta é uma das muitas novidades da Microsoft que foram preparadas para dar ainda mais segurança ao Windows 10. Vão isolar processos inegavelmente duvidosos e perigosos.

Com esta Sandbox os utilizadores podem aceder a sites duvidosos e testar apps de forma rápida. É uma VM do Windows 10, básica e com o mínimo. Contém apenas com o Edge e pouco mais.

Como usar a nova Sandbox do Windows 10

Após a instalação da atualização de maio de 2019, essencial para ter a Sandbox, devem garantir que têm a virtualização ativa na BIOS. Com estes elementos, estão prontos para ativar esta novidade do Windows 10.

Sandbox Windows 10 Microsoft atualização maio

Comecem por escrever na caixa de pesquisa do Windows 10 o termo “funcionalidades do Windows“. Dai conseguem chegar à função Ativar ou desativar funcionalidades do Windows.

Uma vez nessa área do sistema operativo, devem procurar a opção Sandbox do Windows. Esta estará inativa e por isso devem carregar na caixa de seleção para a ativar.

Caso não esteja visível ou seja possível ser ativada, validem a instalação da atualização do Windows 10 e a ativação da virtualização na BIOS.

Sandbox Windows 10 Microsoft atualização maio

Para terminarem devem apenas carregar no botão OK e reiniciar o sistema operativo quando tal for pedido pelo sistema operativo.

Sem o reiniciar do Windows  a Sandbox não irá estar disponível para utilização e nem surgirá na pesquisa do sistema operativo.

Como usar a nova Sandbox do Windows 10

Agora que esta novidade do Windows 10 está disponível, só precisam de escrever na caixa de pesquisa Sandbox para a poderem usar. Esta surgirá para execução, devendo ser escolhida.

Sandbox Windows 10 Microsoft atualização maio

Após alguns momentos, o suficiente para carregar a nova máquina virtual, estar estará pronta para ser usada. Recordamos que é uma cópia do Windows 10 presente no computador, mas sem qualquer app ou configuração específica.

Podem contar com o Edge e pouco mais para navegar na Internet ou para executarem uma app em que não confiem.

Será uma área em que podem testar tudo o que pretendem, com a segurança de ser uma área isolada do Windows e que não poderá transmitir dados para o sistema base.

Sandbox Windows 10 Microsoft atualização maio

Devem também ter presente que assim que a Sandbox for fechada todos os dados presentes vão desaparecer. Estes não vão ser guardados e nem ser pressistentes para futuro.

Esta é uma premissa de uma Sandbox e da segurança que traz para os utilizadores. Vai até mas longe e não permite qualquer transmissão de dados entre si e o sistema anfitrião.

A Sandbox do Windows 10 é provavelmente uma das maiores e melhores novidades que a Microsoft colocou na atualização de maio. Lembrem-se de a usar sempre que quiserem isolar a vossa máquina da Internet e garantir uma segurança ainda maior.

5 plataformas top gratuitas para virtualização de Sistemas Operativos

A Virtualização é uma das mais importantes tecnologias dos últimos anos. Através desta tecnologia é possível experimentar/usar os mais diversos sistemas operativos, sem a necessidade de particionar o disco ou proceder a alterações no sistema de ficheiros da máquina nativa.

Conheça 5 interessantes plataformas gratuitas para virtualizar Sistemas Operativos.

#1 – VirtualBox

O VirtualBox é uma das plataformas gratuitas que permite aos utilizadores todo o potencial da virtualização onde podemos construir um sistema com todas as características técnicas, mas de uma forma virtual não permanente.

É possível virtualizar sistemas como o Windows, Linux e até mesmo MacOS. Em termos de funcionalidades, destaque para a possibilidade de realizar snapshots, partilhar pastas entre o sistema virtual e o nativo, suporte para drag and drop e a possibilidade de clonar máquinas virtuais.

5 plataformas top gratuitas para virtualização de Sistemas Operativos


#2 – Proxmox

O Proxmox destaca-se por ser uma solução open-source, que oferece suporte para a virtualização dos mais vastos sistemas operativos. Esta solução usa o hypervisor KVM (Kernel-based Virtual Machine) e containers lxc, permitindo realizar a gestão de máquinas virtuais, redes virtualizadas, armazenamento e HA (High Availability) Clustering.

5 plataformas top gratuitas para virtualização de Sistemas Operativos


#3 – XCP-ng

Baseado no XenServer, o XCP-ng é o resultado de uma cooperação entre uma comunidade de utilizadores e empresas, para conceber uma plataforma de virtualização sem limites e sem qualquer tipo de restrições.

O XCP-ng é caracterizado por ser uma plataforma totalmente open source e por oferecer um conjunto de funcionalidades que foram retiradas da versão gratuita do popular hypervisor XenServer.

5 plataformas top gratuitas para virtualização de Sistemas Operativos


#4 – oVirt

oVirt (Open Virtualization Manager) é uma poderosa plataforma open-source (projeto que foi iniciado pela Red Hat), direcionada para a virtualização distribuída. Esta plataforma tem como base o poderoso hypervisor KVM e outras plataformas, como, por exemplo, Gluster ou Ansible.

5 plataformas top gratuitas para virtualização de Sistemas Operativos


#5 – Hyper-V

O Hyper-V é uma das plataformas de virtualização mais poderosas e populares do mundo. A Microsoft tem melhorado em muito esta plataforma que atualmente oferece suporte para a grande maioria dos sistemas operativos.

5 plataformas top gratuitas para virtualização de Sistemas Operativos


E são estas as nossas 5 sugestões para plataformas de virtualização gratuitas. Para ambientes mais empresariais a nossa sugestão vai para o Proxmox. Para ambientes domésticos sugerimos o VirtualBox.

No segmento das soluções pagas existem outros produtos interessantes como, por exemplo, o VMWare, Citrix, Parallels, entre outros.