Dica: Como aceder ao histórico da Área de Transferência do Windows 10

O Windows 10 tem mudado muito o que a Microsoft oferece. Para além do que mudou em relação à versão anterior, também as novidades têm sido muitas e adaptadas aos utilizadores.

Uma delas, que era pedida há muitos anos, chegou finalmente para ajudar quem usa o sistema operativo. Falamos da Área de Transferência e de tudo o que ali tem mudado. Há já um histórico, que deve saber usar.

Uma excelente opção presente no Windows 10

A Área de Transferência não é uma novidade no Windows 10. Há muito que podemos guardar texto, imagens ou qualquer ficheiro para usar noutras apps ou áreas deste sistema. É uma ajuda preciosa no dia a dia dos utilizadores.

Claro que a Microsoft quis dar ao Windows 10 uma melhoria nesta área e agora existe um histórico do que ali se coloca. Antes de o poder usar, o utilizador necessita de garantir que está ativado.

Windows 10 Área Transferência texto ficheiro

Ligar o histórico do sistema da Microsoft

Para confirmar este passo deve aceder às Definições e depois a Sistema. Aí dentro escolham o separador Área de Transferência e garantam que o Histórico de está ativo. Se necessitarem, no final, podem limpar os dados que estiverem recolhidos.

Agora que sabem que está ativo o histórico, podem começar a recolher elementos. Para lhe acederem, podem seguir o mesmo princípio que usaram até agora no Windows 10. Em vez de usarem o Ctrl + V, devem usar o Win + V.

Windows 10 Área Transferência texto ficheiro

Aceder à área de Transferência e ao que está copiado

Onde quer que seja utilizada esta sequência de teclas, vai surgir uma nova janela com o estiveram a recolher. Pode ser texto, uma imagem ou outro elemento, e vão conseguir ver o que está em cada um com facilidade. Para usarem só precisam de carregar e será colado na app.

Se quiserem eliminar qualquer entrada, só precisam de a chamar e carregar na zona do seu menu. Aí dentro encontram as opções presentes e que podem ser usadas. Falamos da possibilidade de Eliminar ou de Afixar.

Windows 10 Área Transferência texto ficheiro

Texto, ficheiro ou outros elementos ali presentes

Nesse mesmo menu, podem simplesmente limpar todo o conteúdo que ali tiverem. Basta escolher a opção Desmarcar tudo e todos os elementos vão ser simplesmente apagados. Claro que não voltam a poder ser usados.

Esta é mais uma excelente opção que a Microsoft deu ao Windows 10. Depois de anos a ser pedida, finalmente está disponível e pronta a ser usada. Explorem e vejam o que podem fazer com esta excelente funcionalidade.

Dica: Quer testar já o novo explorador de ficheiros do Windows 10?

A Microsoft está constantemente a melhorar o Windows 10 e a criar novidades neste sistema operativo. Muitas vezes são apenas novas versões de ferramentas que já existem, mas que agora se adaptam a novas realidades.

Há muito que se fala que o Explorador do Windows pode receber uma nova roupagem e que ser até substituído. Uma nova versão já espera a sua vez dentro do Windows 10 e hoje vamos mostrar como a podem testar.

Este novo explorador de ficheiros do Windows 10 está ainda longe de estar pronto. Ainda assim, tem presentes as funções necessárias para ser usado no dia a dia. A navegação é simples e intuitiva, havendo ainda alguns pontos a serem tratados.

Saiba como chamar o novo Explorador de ficheiros

Para testar esta nova proposta da Microsoft, os utilizadores só precisam de abrir uma janela do explorador de ficheiros. Aí dentro, na barra de endereço, devem colocar o seguinte caminho: shell:AppsFolder\c5e2524a-ea46-4f67-841f-6a9465d9d515_cw5n1h2txyewy!App. Terminem este processo carregando em Enter.

Windows 10 explorador ficheiros Microsoft ferramentas

De imediato será aberta uma nova janela, com a versão UWP (Universal Windows Platform) do Explorador de ficheiros. Este será aberto na mesma localização onde a outra janela estava aberta.

Windows 10 tem novas ferramentas para os utilizadores

Podem navegar de forma normal, carregando nas pastas ou nos ficheiros presentes. Tudo será mantido da mesma forma que conhecem do Explorador de ficheiros do Windows 10. Contudo, a interface é toda mais simples e minimalista.

Windows 10 explorador ficheiros Microsoft ferramentas

Alguns elementos podem ser alterados, como a apresentação das pastas. Requer alguma habituação à localização das novidades, uma vez que não estão identificadas. Surgem pelos ícones, que mesmo assim são simples.

A Microsoft vai melhorar esta sua nova proposta

Se quiserem manter este explorador de ficheiros sempre acessível, tal é possível. Basta carregar com o botão direto do rato no ícone presente na barra de tarefas. Da lista de opções presentes, devem escolher a opção Afixara na barra de tarefas.

Windows 10 explorador ficheiros Microsoft ferramentas

O ícone deste novo explorador vai estar presente de imediato e bastará ao utilizador clicar nele para que seja aberta a janela que esperam e procuram usar. A sua remoção só necessita do processo inverso para ser feita.

Este não é ainda um explorador terminado e lançado a ser usado. Está já maduro e principalmente pronto a ser usado em testes no dia a dia. Experimentem o que a Microsoft está criar e o caminho que vai seguir no futuro do seu sistema operativo.

Dica: Como saber onde a memória RAM está montada no seu PC e na sua motherboard

A memória é um dos principais componentes de um computador. É ali que são guardados os dados que as aplicações usam e que precisam de consultar de forma recorrente e rápida. Claro que o Windows gere esta memória de forma automática e eficiente.

Muitos optam por aumentar a memória RAM do seu computador, para assim este ser mais rápido e eficiente. A pergunta é muitas vezes: onde e de que forma a RAM está aplicada na motherboard? O Windows tem a resposta, de uma forma muito simples e rápida.

Saber em que slots está a memória colocada na motherboard é importante para quem quer conhecer a sua máquina ou para quem a quer atualizar. Dependendo do número de slots ou da memória colocada, esta atualização poderá ter de ser feita de forma específica ou até mesmo ser impossível.

Onde está montada a memória RAM no seu PC

O Windows tem presente esta informação, um local que a maioria não conhece. Optam por usar programas externos, que assim dão esta informação. Se abrirem o Gestor de Tarefas (Ctrl + Alt + Del, tecla Windows + X ou Ctrl + Shift + ESC), vão ter mais informações.

Windows RAM memória motherboard

Ai dentro, no separador Desempenho, há muito mais informação. Escolham depois Memória e recolham a informação do lado direito. Aí têm a velocidade da memória, a sua forma e as ranhuras utilizadas.

O Windows tem toda a informação necessária

Nesta última encontram o número de slots presentes e quais destes estão ocupados nesse momento. Como seria esperado, o Windows tem ainda mais informação útil para dar ao utilizador. Esta está ainda mais escondida.

Windows RAM memória motherboard

Precisam apenas de manter o cursor do rato em cima da área das ranhuras utilizadas. Em pouco segundos é apresentada a informação da quantidade de memória RAM cada uma das slots têm a ocupar. Podem ver o tamanho e a velocidade de cada pente de RAM aplicado em cada ranhura.

Esta informação, de extrema importância, é útil para muitos utilizadores. Desta forma simples podem ter acesso a ela sem terem de abrir a máquina ou arriscar sem saber se conseguem realizar a pretendida atualização.

Dica: Como limpar rapidamente a pasta de ficheiros temporários no Windows 10

A gestão de espaço em disco é sempre um item que os utilizadores precisam de se preocupar. É sempre um equilíbrio complicado de manter e que requer alguma atenção especial.

O Windows 10 tem ferramentas que permitem fazer esta gestão de forma automática e em períodos específicos de tempo. Hoje vamos mostrar como podem ganhar espaço apagando manualmente a pasta de ficheiros temporários no Windows 10.

Com o passar do tempo, o Windows 10 vai acumulando ficheiros que não precisa e que criou de forma temporária. Estes servem para conter informação limitada de não permanente, acabando por ficar esquecidos até serem limpos.

A Microsoft dotou o Windows 10 com uma forma simples de remover manualmente estes ficheiros, para assim ganhar de imediato espaço adicional no disco para armazenar outros dados.

Validar o espaço ocupado pela pasta de ficheiros temporários

A forma mais simples de fazer esta limpeza é acedendo às Definições do Windows 10. Aí dentro devem escolher a opção Sistema, para conseguirem validar o espaço ocupado pelos diferentes tipos de ficheiros.

A informação referente ao espaço ocupado irá estar no separador Armazenamento. Do lado direito vão ver uma lista de áreas de armazenamento e o respectivo espaço ocupado.

Podem ver a lista na totalidade se escolherem a opção Mostrar mais categorias. Esta irá expandir revelar outras áreas e tipos onde existe espaço ocupado e que pode ser gerido.

A área mais simples de gerir é mesmo a de Ficheiros temporários. Esta pode ser eliminada a qualquer momento e garante, por norma, ganhos de espaço significativos.

Limpar o espaço dos ficheiros temporários do Windows 10

Para eliminar estes ficheiros do Windows 10 basta escolher a entrada referente aos Ficheiros temporários e aguardar enquanto este é populado com informação detalhada.

Depois, só precisam de escolher o que querem apagar, da lista apresentada. Validem o tamanho e também os tipos de ficheiros que estão presentes. No final só precisam de carregar no botão Remover ficheiros.

Este deve ser uma utilização pontual, até porque o Windows 10 tem já automatismos para gerir estes espaços. Ainda assim, importante e garante de imediato espaço extra aos utilizadores. Elimina ficheiros não essenciais e que certamente estão apenas a consumir espaço necessário.

Dica: Como ativar e usar a nova Sandbox do Windows 10 e ter mais segurança

Ao longo dos últimos meses a Microsoft esteve a desenvolver a mais recente atualização do Windows 10. São muitas as novas opções e as novidades que temos para usar.

Uma delas vem trazer uma nova camada de segurança ao Windows 10, através de uma simples Sandbox, que isola os potenciais problemas. Agora vamos aprender como podem ativar e usar a nova Sandbox do Windows 10.

Esta é uma das muitas novidades da Microsoft que foram preparadas para dar ainda mais segurança ao Windows 10. Vão isolar processos inegavelmente duvidosos e perigosos.

Com esta Sandbox os utilizadores podem aceder a sites duvidosos e testar apps de forma rápida. É uma VM do Windows 10, básica e com o mínimo. Contém apenas com o Edge e pouco mais.

Como usar a nova Sandbox do Windows 10

Após a instalação da atualização de maio de 2019, essencial para ter a Sandbox, devem garantir que têm a virtualização ativa na BIOS. Com estes elementos, estão prontos para ativar esta novidade do Windows 10.

Sandbox Windows 10 Microsoft atualização maio

Comecem por escrever na caixa de pesquisa do Windows 10 o termo “funcionalidades do Windows“. Dai conseguem chegar à função Ativar ou desativar funcionalidades do Windows.

Uma vez nessa área do sistema operativo, devem procurar a opção Sandbox do Windows. Esta estará inativa e por isso devem carregar na caixa de seleção para a ativar.

Caso não esteja visível ou seja possível ser ativada, validem a instalação da atualização do Windows 10 e a ativação da virtualização na BIOS.

Sandbox Windows 10 Microsoft atualização maio

Para terminarem devem apenas carregar no botão OK e reiniciar o sistema operativo quando tal for pedido pelo sistema operativo.

Sem o reiniciar do Windows  a Sandbox não irá estar disponível para utilização e nem surgirá na pesquisa do sistema operativo.

Como usar a nova Sandbox do Windows 10

Agora que esta novidade do Windows 10 está disponível, só precisam de escrever na caixa de pesquisa Sandbox para a poderem usar. Esta surgirá para execução, devendo ser escolhida.

Sandbox Windows 10 Microsoft atualização maio

Após alguns momentos, o suficiente para carregar a nova máquina virtual, estar estará pronta para ser usada. Recordamos que é uma cópia do Windows 10 presente no computador, mas sem qualquer app ou configuração específica.

Podem contar com o Edge e pouco mais para navegar na Internet ou para executarem uma app em que não confiem.

Será uma área em que podem testar tudo o que pretendem, com a segurança de ser uma área isolada do Windows e que não poderá transmitir dados para o sistema base.

Sandbox Windows 10 Microsoft atualização maio

Devem também ter presente que assim que a Sandbox for fechada todos os dados presentes vão desaparecer. Estes não vão ser guardados e nem ser pressistentes para futuro.

Esta é uma premissa de uma Sandbox e da segurança que traz para os utilizadores. Vai até mas longe e não permite qualquer transmissão de dados entre si e o sistema anfitrião.

A Sandbox do Windows 10 é provavelmente uma das maiores e melhores novidades que a Microsoft colocou na atualização de maio. Lembrem-se de a usar sempre que quiserem isolar a vossa máquina da Internet e garantir uma segurança ainda maior.

Dica: Como adicionar uma mensagem personalizada ao arranque do Windows 10

O Windows 10 tem muitos segredos e configurações não conhecidas, que melhoram e alteram o comportamento deste sistema. São alterações que podem ser feitas e que ajudam os utilizadores, de uma forma bem positiva.

Hoje vamos mostrar como podem configurar o Windows 10, para que possam apresentar uma mensagem no arranque. Esta será personalizada e bem ao gosto do utilizador. Simples, rápida e muito útil, é assim que descrevemos esta dica.

O Windows 10 não tem forma direta de permitir aos utilizadores de personalizarem grande parte das suas áreas. Estas existem, mas requerem alguma ginástica para ser acedida e ainda mais para serem usadas.

Das muitas possibilidades, uma muito interessante é poder apresentar uma mensagem antes do desbloqueio do Windows. Esta permite dar informações adicionais a qualquer utilizador ou, certamente, ser usada caso percam a máquina.

Criar uma mensagem personalizada no arranque do Windows 10

O passo inicial é o acesso ao editor de registo do Windows 10 (regedit). Vai ser necessário alterar duas chaves de uma área, a onde devem aceder: HKEY_LOCAL_MACHINE > Software > Microsoft > Windows > Current Version > Policies > System.

Windows 10 mensagem arranque personalizada Microsoft

Ai dentro vão encontrar as chaves “legalnoticecaption” e “legalnoticetext“. Ambas devem ser preenchidas e vão ser mostradas na mensagem do arranque do Windows 10.

A primeira, “legalnoticecaption“, é referente ao título da mensagem. A segunda, “legalnoticetext“, corresponde ao texto da mensagem que vai ser mostrada.

Windows 10 mensagem arranque personalizada Microsoft

Após preencherem estes dois campos, devem terminar o processo fechando a janela do regedit. Não é necessário gravar as entradas ou sequer reiniciar o PC. Vai ficar de imediato aplicado e disponível.

Claro que, para verem o resultado da nova mudança que fizeram, só têm de reiniciar o Windows 10. Assim, após o arranque do sistema, e antes da zona de autenticação, a nova mensagem vai estar presente.

Windows 10 mensagem arranque personalizada Microsoft

Como vão poder ver, o título e o texto que definiram antes vai estar presente. Para ultrapassarem esta zona só precisam de carregar no botão OK. Claro que a remoção da mensagem requer apenas que eliminem o conteúdo dos campos “legalnoticecaption” e “legalnoticetext“.

Esta é mais uma prova de que a Microsoft tem no Windows 10 as ferramentas necessárias para que o utilizador personalize este sistema da forma que queira, com muitas mais opções que as visíveis.

Dica: Como melhorar o som dos seus headphones no Windows 10

As muitas melhorias e novidades que a Microsoft tem colocado no Windows 10 cobrem muitas áreas e vários pontos. Se muitas são dedicadas a todos os utilizadores, algumas estão focadas em públicos alvos muito específicos.

O caso do Windows Sonic é um deles, dirigido a todos os amantes do som e da música. Vamos mostrar como podem melhorar o som dos headphones no Windows 10.

Com a Creators Update, a Microsoft trouxe uma novidade ao Windows 10 que ainda poucos usam. O Windows Sonic consegue melhorar de sobremaneira o som de qualquer headphones, criando áudio 3D e uma sensação de espaço virtual.

Com esta adição, qualquer headphones podem ser melhorados recorrendo apenas a software e aos algoritmos que a Microsoft colocou no Windows 10. Vamos ver como o podem ativar.

Como ativar o Windows Sonic no Windows 10

O Windows Sonic estará desativado no Windows 10, mas qualquer um o pode ativar e usar. Para tal só precisam de clicar com o botão direito do rato no ícone do som do Windows, alojado na barra de tarefas.

Windows Sonic Microsoft headphones Windows 10 som

No menu que for aberto vão encontrar a opção Som espacial. Esta deve ter a indicação de estar desativada. Podem confirmar entrando neste sub-menu e vendo a opção selecionada.

Para a ativar devem apenas carregar na opção Windows Sonic for Headphones. De imediato o Windows Sonic fica ativo e a ser usado. Esta informação surge também no menu anterior.

Windows Sonic Microsoft headphones Windows 10 som

Testar o Windows Sonic da Microsoft com uns headphones

Agora que têm esta opção ativa no Windows 10, devem ligar uns headphones e colocar a tocar ou um vídeo ou uma música. De imediato vão notar diferença, com o som a ser mais abrangente e a dar ao utilizador uma sensação maior de espaço.

Com esta pequena melhoria vão conseguir tirar ainda mais do Windows 10, graças ao que a Microsoft conseguiu. Sem qualquer aplicação extra, o som do vosso computador será atualizado e soará ainda melhor.