Comandos Linux para Totós – Tutorial nº8

Comandos Linux para Totós – Tutorial nº8

Criado por Pedro Pinto em 20 de Agosto de 2011 | 12 comentários

RunLevels

Ora vivam caros “linuxianos”! Cá estamos nós para mais uma rubrica “Comandos Linux para Totós”. Espero que estejam a aproveitar e a perceber todas as dicas e que o “terminal preto” já não seja um “inimigo” dos utilizadores.

Depois de termos ensinado a utilizar o tar para compactação e descompactação (ver aqui), hoje vamos perceber o que é um runlevel e que níveis existem num sistema linux.

totos

Lembro-me quando comecei no mundo Linux de ouvir falar em runlevels, mais concretamente runlevel 3 e runlevel 5. Runlevel (nível de execução do sistema Linux) define de um modo geral como é que o nosso sistema se vai comportar ou seja quais os serviços e processos que vão ser inicializados durante o arranque do sistema. O runlevel é definido pelo processo «/sbin/init» que carrega a configuração a partir do ficheiro «/etc/inittab». De referir também que os runlevels variam de distribuição para distribuição.

Exemplo da informação contida no /etc/inittab de um CentOS:

# ‘Runlevel’ por omissão. Os 'runlevels' usados pelo RHS são:
#   0 - desligar (Não configure o 'initdefault' para isto)
#   1 – Modo mono-utilizador
#   2 – Modo multi-utilizador, sem NFS (Network file system)
#   3 - Modo multi-utilizador completo
#   4 – não usado
#   5 - X11
#   6 - reiniciar (NÃO configure o 'initdefault' para isto)
#
id:5:initdefault:

Para  saber qual o runlevel actual do seu sistema pode verificar a informação no ficheiro /etc/inittab  (ex.id:5:initdefault: – indica que vai arrancar no runlevel 5) ou então usando o comando:

[root@pplware ~]# runlevel
N 5

N5” significa: N – “o sistema não arrancou com nenhum outro runlevel entretanto” e “5” é o runlevel corrente”. O runlevel pode ser trocado a qualquer momento pelo comando «init». Por exemplo, init 3 (como root) irá alterar o runlevel para o nível 3.

No RedHat ou CentOS podemos ver em que nível ou níveis um determinado serviço  estará activo. Para isso, podemos usar  o comando chkconfig  –list

[root@pplware ~]# chkconfig --list
NetworkManager  0:off   1:off   2:off   3:off   4:off   5:off   6:off
acpid           0:off   1:off   2:on    3:on    4:on    5:on    6:off
anacron         0:off   1:off   2:on    3:on    4:on    5:on    6:off
apmd            0:off   1:off   2:on    3:on    4:on    5:on    6:off
apt             0:off   1:off   2:off    3:off   4:off   5:off   6:off
atd             0:off   1:off   2:off    3:on    4:on    5:on    6:off
auditd          0:off   1:off   2:on     3:on    4:on    5:on    6:off
autofs          0:off   1:off   2:off    3:on    4:on    5:on    6:off
avahi-daemon    0:off   1:off   2:off    3:on    4:on    5:on    6:off
avahi-dnsconfd  0:off   1:off   2:off    3:off   4:off   5:off   6:off
bluetooth       0:off   1:off   2:on     3:on    4:on    5:on    6:off
capi            0:off   1:off   2:off    3:off   4:off   5:off   6:off
Em resumo

Tal como referido, os runlevels indicam o nível em que o nosso sistema vai operar ou seja, quais os serviços/processos que vão ser inicializados durante o arranque do nosso sistema. Porque se fala muito no runlevel 3 e 5? Bem, basicamente porque um sistema que arranca no runlevel 3 (Modo multi-utilizador completo), apenas disponibilizará a linha de comandos. Este é por exemplo o nível adequado quando instalamos um servidor e apenas vamos fazer gestão remota do mesmo via SSH (não precisamos do interface gráfico). Um sistema a correr no runlevel 5 (X11 – ambiente gráfico), disponibiliza ao utilizador o ambiente gráfico (ex. Gnome, Kde, xfce, etc).

Qual o runlevel actual do vosso sistema?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s